Protagonizando refilmagens fracassadas


A crise de criatividade e a ganância por lucros financeiros que acontecem no cinema atual tem feito com que muitas produtoras preferissem refilmar obras prontas. Isso economiza custos, utiliza fórmulas bem sucedidas e ganha-se tempo em filmar algo quase pronto.

Mas é perigoso fazer reconstituições de tramas bem consagradas, pois o resultado raramente sai tão bom ou melhor que o original. Talvez seja melhor nem mexer em obras consagradas e deixar a preguiça e a ganância de lado e criar obras novas, pois o público anseia por estórias novas.

Enquanto a indústria não se manca, as refilmagens vão sendo feitas. E infelizmente tanto Chloe Moretz quanto Hailee Steinfeld estiveram envolvidas em refilmagens que foram um fiasco, tanto em qualidade, quanto em repercussão. E o pior: nos dois casos, elas foram as protagonistas, uma responsabilidade que nenhuma das duas quer lembrar nos dias de hoje.

Chloe protagonizou a refilmagem de Carrie, clássico do terror de 1976 que consagrou a atriz Sissy Spacek. É a estória de uma garota de personalidade fechada que sofria bullying e ao descobrir que tinha poderes paranormais, resolveu utilizá-los para se vingar das humilhações. Carrie anida teve outras duas versões, sem repercussão e com atrizes desconhecidas como protagonistas.

Hailee protagonizou Romeo and Juliet, obra baseada no romance de William Shakespeare, com aquela famosa estória que todo mundo conhece , da paixão por dois jovens integrantes de famílias inimigas. Muitos filmes foram feitos com a estória, mas a mais famosa é a feita em 1968, dirigida pelo italiano Franco Zefirelli e protagonizada por Olivia Hussey, mãe da também atriz India Eisley, da mesma geração de Chloe e Hailee.

Fiascos produzidos quase ao mesmo tempo

Para aumentar a coincidência entre as duas refilmagens, o ano de produção foi exatamente o mesmo, 2013 e Chloe e Hailee filmaram quase ao mesmo tempo. O resultado final das duas refilmagens foram um fiasco, 

Carrie por ter uma protagonista meio abobalhada, não por culpa da Chloe, excelente atriz comprovada, mas sim dos roteiristas que não souberam dar características adequadas à personagem. O filme também não aproveitou o clima assustador da versão original, sendo muito mais um manifesto anti-bullying do que um filme de terror.

Já o Romeo and Juliet protagonizado por Hailee consegiu captar o clima da época e até teve boas atuações, embora a química entre Hailee e Douglas Bouth não tivesse dado certo, servindo mais para criar a amizade da vida real que ambos mantém até hoje. 

Mas a refilmagem de R & J cometeu um erro considerado imperdoável por muitos que viram o filme: não aproveitaram o diálogo original escrito por Shakespeare, preferindo usar um diálogo escrito para o filme. Este detalhe foi muito citado nas críticas negativas e considerado pela maioria a razão do fracasso do filme. Hailee, hoje ocupada com o estrondoso sucesso na carreira musical, nem mais fala sobre o filme hoje, preferindo fingir que nunca o filmou.

Além de Hailee, Chloe Moretz também não gosta de lembrar a experiência. Elas têm razão em descartar estas gafes profissionais. Ambas são excelentes atrizes que merecem estar em papéis que aproveitem bem os seus talentos em filmes que possam ser bem feitos e tenham boa repercussão, tanto de crítica, quanto de público.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como Hailee, Chloe também dá sinais de que está namorando

Meigas do Snapchat

Para competir com a Hailee gostosona de maiô, Chloezinha aparece bem gostosa